Páginas

Translate

Lendo um mundo melhor

Sensação mais estranha. Você entra tanto dentro da história, que se deixa confundir com o narrador-personagem. Sente-se como se já tivesse vivido aquelas páginas escritas. Maravilha-se. 


Imagem: Tumblr
Fecha então o livro, ainda meio atordoado. Sem querer, vê a manchete do jornal atirado ao chão. Arrepia-se com a notícia das milhares de crianças mortas. Abre apressadamente o livro apoiado no peito e volta a ler um mundo melhor, um mundo de paz. 







Bom fim de semana! 


18 comentários:

  1. Uau!!!
    Bom demais apesar de triste, mas é a dura realidade do dia a dia.
    bjs e excelente final de semana
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. É bem por ai.

    Lembrei de um verso de Roseana Murray, que penso e vivo ao entrar nos livros e mergulhar nos versos, na fuga das más notícias. humanos desumanos e atos perversos, segue:

    "O livro é a casa onde se descansa do mundo

    O livro é a casa do tempo,
    é a casa de tudo

    Mar e rio no mesmo fio,
    água doce e salgada

    O livro é onde a gente se esconde em gruta encantada"

    ResponderExcluir
  3. Em meio às tristezas ficamos felizes quando aparece algo que nos faz pensar em um mundo melhor. E há chances! beijo,lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que temos esse refúgio. Por mais louca que pareça essa fusão leitor-personagem, não há nada mais maluco que esse mundo de realidades.
    E, lendo tua postagem, lembrei-me do dia em que eu estava lendo no carro e meu avô disse: Você precisa ficar mais atento na paisagem pra conseguir andar nesse bairro sozinho.

    Fiz que sim com a cabeça e voltei ao livro. rsrs

    Excelente! Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  5. É isso! É por isso que eu prefiro os livros de aventura e ficção às notícias tristes que parecem ser sempre as mesmas. Alguns acham que estou agindo que nem uma alienada tendo essa atitude, mas sabe, eu não ligo: a vida é muito curta, então a gente tem que aproveitar do melhor jeito possível.

    Notícias? Claro. Mas livros, principalmente.

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que tenho você pra ler!


    Um findi saboroso...cheiroso...amoroso pra vc e sua familia.


    beijo

    ResponderExcluir
  7. ...e o jornal no chão com todas essas atrocidades, mas aí você fecha o jornal e liga a TV - quase se enfarta!!!
    O melhor é voltar ao livro...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    depois da tristeza vem a alegria, é o caso, depois de ler o que tao lindo escreveu.

    Ag

    ResponderExcluir
  9. É Exatamente isso Rovênia!
    Quando lemos,entramos dentro da história,para vivê-la como se fossemos os próprios personagens.
    Mas tem que ser um bom livro,sem maldades e que nos leva a sonhar.

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. E eu to q com Ensaio sobre cegueira do meu lado e doido para começar ler heheheh :P

    ResponderExcluir
  11. Oi Rovênia. Confesso que fiquei chocada com as imagens no jornal. Esse mundo que vivemos é mesmo assustador Ainda bem que temos sonhos!


    beijo pra ti!

    ResponderExcluir
  12. Éta sambinha bom!...rss...uma oração na voz de Sandra de Sá,não conhecia!Uma linda msg!bjs,

    ResponderExcluir
  13. A realidade é tão cruel q nos resta a poesia contida nos livros. Bjos, Rovenia.

    ResponderExcluir
  14. Ai, palavras, ai palavras,
    que estranha potência, a vossa!
    Ai, palavras, ai palavras,
    sois o vento, ides no vento,
    e, em tão rápida existência,
    tudo se forma e transforma!
    Sois de vento, ides no vento,
    e quedais, com sorte nova!
    Ai, palavras, ai palavras,
    que estranha potência, a vossa!
    Todo o sentido da vida
    principia à vossa porta;
    o mel do amor cristaliza
    seu perfume em vossa rosa;
    sois o sonho e sois audácia,
    calúnia, fúria, derrota…
    A liberdade das almas,
    ai! com letras se elabora…
    E dos venenos humanos
    sois a mais fina retorta:
    frágil como o vidro
    e mais que o são poderosa!
    Reis, impérios, povos, tempos,
    pelo vosso impulso rodam…

    (Cecília Meireles)

    ResponderExcluir
  15. Rovênia, você postou uma grande realidade. Acontece que os livros são escritos por corações talentosos que conseguem fazer a gente entender melhor as tristezas.
    Infelizmente nos jornais impera o sensacionalismo. As mortes se apresentam bem mais violentas e o sofrimento é comunicado com grandes pitadas de sadismo.
    Como na vida sempre temos pelo menos duas escolhas (Jornal ou Livro) cada um vai optar pelo mais de acordo com sua vontade.
    Eu ainda prefiro os livros.
    Grande abraço,
    Manoel - Blog do Óbvio

    PS: Saudades de você. Perdí seu e-mail na formatação do micro e troca de servidores.
    Se puder mande um e-mail para eu poder gravar o seu. Meu mail é:
    edwardoset@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  16. Linda!
    Estava com saudades daqui.

    ResponderExcluir
  17. Fiquei super curiosa para ver seu vestido azul, porque você não manda o relato do seu casamento para o blog heeein?
    Eu ia adorar publicar!
    ;)

    Beijo e ótima semaninha!

    ResponderExcluir
  18. Juro que estou escrevendo um post justamente sobre isso!!!

    É justamente por isso que eu leio!

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário!