Páginas

Translate

Guerra dos sexos

Ilustração: Kristi Malakoff

As escolas mistas ganharam fôlego na nossa sociedade contemporânea após a luta contra a segregação racial. Recentemente, no entanto, a educação separatista para os dois sexos é uma tendência nos Estados Unidos e na França. 


Pesquisadores afirmam que meninas e meninos aprendem de forma diferente e, por consequência, as escolas mistas afetariam negativamente no processo de aprendizagem para ambos. 

A questão é saber se a escola não mista está mais apta a formar profissionais e cidadãos que trabalharão e viverão nessa nossa sociedade mista. 

Penso em retrocesso. Se os mecanismos biológicos de aprendizagem são diferentes em homens e mulheres, a escola do século XXI deveria colaborar para a construção coletiva e cooperativa do saber. 

E você, o que pensa a respeito?

15 comentários:

  1. Acho um absurdo!

    Devido às constantes mudanças de residência, patrocinada pelos meus pais, acabei por estudar num tanto de colégio.

    Estudei um ano num colégio, só com alunos do sexo masculino. Era um colégio de padres. Apesar da fama de ser classe A, o ambiente era péssimo!
    Meninas fazem falta.rs
    Foi o pior colégio em que estudei.

    E, naquela época(1968), já havia muito fuxico a respeito da sexualidade dos padres.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Penso que tem que ser tudo misturado.
    Além de meninas e meninos, meninas e meninos com deficiências, meninos e meninas de idades diferentes, repetentes, estudiosos e baderneiros... todos misturados.

    Na diferença se aprende, se completa, tantos os que estão nas escolas para aprender quanto os que estão para ensinar.
    Desafios, misturas, diferenças, isso muda o mundo. Eu penso assim!

    ResponderExcluir
  3. Não concordo! Na vida a convivência é sempre juntos, nos escritórios ,Fóruns, lojas, etc... Pra que isso? beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Muchas felicidades por tu bloc

    Julia
    Elracodeldetall.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Sim, é um retrocesso.

    Acredito que na diversidade se aprende muito mais. Os educadores devem se adequar a essa realidade tão presente nos dias atuais.

    Questionar os alunos constantemente sobre oque está acontecendo, bem como, mostrar a eles que nesse emaranhado todos são iguais, independente de cor, sexo e religião.

    Abração.

    Gostei do seu blogue, já estou te seguindo para me manter atualizado de suas publicações. Se gostar de poesias, o meu endereço é:

    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    Abraços,
    Dan.

    ResponderExcluir
  6. Também penso em retrocesso... acho que é mais uma desculpa para vender um valor mais caro. Esquecendo q escola é conviver com diferença.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    acho que é um retrocesso acabar com a escola mista, quem tem uma ideias dessas são pessoas retrógrados que defendem a desigualdade entre o homem e a mulher.

    ag

    ResponderExcluir
  8. Qualquer movimento separatista me traz arrepios....


    Beij0

    ResponderExcluir
  9. colá Rovênia conheço quem estudou em só para meninos e saiu de lá o mesmo capeta rsrs.. os dois sexos juntos é mais equilibrado bjs

    ResponderExcluir
  10. Se isso virar moda, estaremos fomentando uma sociedade misógina e misandria. Bjos.

    ResponderExcluir
  11. Como cantaria o "sábio" Latino, tem que ser "junto e misturado"!

    ResponderExcluir
  12. A construção do saber deve ser colaborativa e coletiva pois não vão viver para sempre separados. E o respeito às diferenças é fundamental para a harmonia entre todos.

    ResponderExcluir
  13. Se a diferença convivendo junto amplia os desafios do ensinar, então enriquece a dimensão do aprender. É uma tese.

    ResponderExcluir
  14. É a volta aos tempos das trevas ... Rovênia como dizem por aí.
    Não tem lógica nenhuma .

    ResponderExcluir
  15. Não concordo nem um pouco com essa ideia.

    Tenho formação na área educacional e acredito que temos que educar crianças, filhos, na diversidade. Pois a sociedade em que estão e para onde vão é totalmente diversa.

    Abraço.

    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário!